segunda-feira, 8 de junho de 2015

AS AÇÕES DA IGREJA E AS REAÇÕES DOS GAYS

- Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo. (I Corintios 2:16)

     Mas nós temos a mente de Cristo.
 Veja a expressão do sábio Paulo, o apostolo dos gentios, que com toda sabedoria sobre conviver com os mais variados problemas de sua época, já no primeiro capitulo da carta aos Romanos, ela passa pelo assunto, e deixa bastante explicito a seguinte ideia - E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; (Romanos 1:28) veja, para Paulo, os tais que assim procedem, estavam entregue a um sentimento pervertido, e isto pelo próprio Deus que os entregou, ou seja, os abandonou em suas vontades próprias, Deus jamais intervém na liberdade do homem, Deus apenas coloca diante de nós o caminho bom e o caminho mal, e nos temos a liberdade de escolher qual caminho queremos tomar, foi assim desde o principio, no Édem, Deus disse a Adão, não coma daquela arvore, por que no dia em que comeres, certamente morrerás, Deus deu uma ordem a Adão e esperou que Adão acatasse, mas Deus em momento nenhum interviu na vontade de Adão, Deus traçou caminhos para o Homem, mas também deu ao homem a liberdade para escolher seus caminhos. 
           É interessante como se fala tanto em livre arbítrio nos púlpitos, mas não se respeita esse livre arbítrio, que na minha cabeça nunca entrou, pra mim não existe livre arbítrio, e sim liberdade de escolha, o único que tem livre arbítrio é Deus, Ele sim tem livre arbítrio, pois não sofre consequências de nenhum de seus atos. Nós somos passíveis de consequências resultantes de nossos atos, se Adão não come do fruto, viveria, mas como comeu, morreu, e assim é ate hoje, o homem vive as consequências de suas escolhas e Deus não interfere nas escolhas de ninguém, absolutamente ninguém, é só olhar para a história e veremos as tragédias causadas por homens totalmente possuídos por um sentimento de maldades, homens que escreveram seus nomes na história como carrascos, entre eles Nero, Calígula, Hitler e atualmente o Estado Islâmico que vem assustando o mundo com sua crueldade.

           Quando Gideão tem sua experiência pessoal com o Deus de Abraão, o Deus de seus pais, ele foi incumbido por Deus de derrubar o altar a Baal e cortar o bosque, algo interessante aconteceu nesse episódio, quando os homens viram o que Gideão havia feito, quiseram mata-lo o que foram impedidos por seu pai que disse aos homens; (Juízes 6:31) - Porém Joás disse a todos os que se puseram contra ele: Contendereis vós por Baal? Livrá-lo-eis vós? Qualquer que por ele contender ainda esta manhã será morto; se é deus, por si mesmo contenda; pois derrubaram o seu altar. Joás diz aos homens, se baal é deus ele que tome as medidas cabíveis.
Eu comecei este pequeno artigo usando as palavras de Paulo; Mas nós temos a mente de Cristo (I Corintios 2:16). 

             É uma desinteligência por parte daqueles que por falta de bom senso, partiram para o ataque contra os homossexuais, uma ação que partiu da igreja e hoje estamos recebendo de volta a reação de nossas ações de ataque a eles, toda ação gera uma reação, nós os atacamos da mais variadas maneira, desde verbal, preconceitos, discriminações e ate de forma física, talvez você diga; pastor o senhor defende os homossexuais, eu digo a você que não, não os defendo, mas também não os ataco, a pratica homossexual é segundo a bíblia é um ato abominável diante de Deus, embora a ordem bíblica em Levítico 18:22  - Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é; é uma lei para os Israelitas, o erro dos pregadores é colocar as leis de Deus ao povo de Israel, como lei universal, se bem que todos podem e devem obedecer, mas principalmente os que são  adoradores do Deus de Abraão. Essa lei era para os hebreus, não era aplicada de forma universal, embora os hebreus tivessem a missão de fazer o seu Deus e as leis de seu Deus conhecidas entre as outras nações, mas não há registro de que um não judeu tenha sido julgado segundo a lei dos hebreus por descumprimento da mesma, portanto precisamos rever nosso conceito em relação àqueles que não professam a mesma fé. Nós professamos a fé dos hebreus, por isso entendemos como pecado, como um ato abominável ao Deus, mas aqueles que não professam a mesma fé que professamos não estão debaixo da lei que nos rege, volto a insistir, a lei não é universal, a lei foi dada primeiro para os hebreus e depois para aqueles que recebem a cristo como Senhor de suas vidas. Portanto é uma ignorância e uma violência o que os ativistas da igreja estão fazendo ao LGBT, onde esta a nossa desinteligência? Paulo tratando do assunto no primeiro capítulo de Romanos ele diz:  E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; (Romanos 1:28), Vejam, tais pessoas estão numa condição diante de Deus, que talvez o próprio Deus pode os ter abandonados, mesmo Deus na sua misericórdia, amor, compaixão, e vontade de ver suas criaturas como Ele os fez no principio, mas como já disse, Deus respeita a vontade do homem, e nós estamos querendo ser melhores do que Deus, se Deus respeita porque eu um pobre mortal não vou respeitar, cada um dará conta de si, aqueles que querem viver dessa forma, eles tem o direito de fazer de sua vida o que bem quiserem, (Eclesiastes 11:9) - Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo. É Deus que pedirá contas de nossas atitudes.

(Gálatas 6:1) - IRMÃOS, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado. Essa deve ser a maneira que a igreja deve procurar reconduzir aqueles que estão vivendo fora dos padrões do Deus que servimos,  nós o conhecemos, e as pessoas precisam conhecê-lo através de nós, será que refletimos de fato o Deus que pregamos? Porque é através de nossas ações, de nossas atitudes que Deus é conhecido, e às vezes mostramos aos outros um deus odioso, rancoroso, violento, será? Deus é amor e nós devemos refletir o seu amor para com os outros, como vou trazer uma pessoas a cristo, jogando-lhes em rosto seus pecados? Ou levando-os a refletir sobre seus comportamentos, o Espírito Santo não fere, não machuca, não magoa, não suscita contenda, ira, raiva, e é o que muitos de nós temos gerado nos corações daqueles a quem agredimos com nossa ignorância, intolerância e desinteligência.


É uma desinteligência de nossa parte, quando queremos agir como agem o Islã outros grupos religiosos e vários países a fora, o que precisamos compreender entender, absorver, admitir é que vivemos num pai LAICO o Brasil não é um pais CRISTÃO, somos de maioria cristã, mas o pais não é regido por uma religião como nos países regidos pelo Islã, Hinduísmo e o próprio judaísmo no passado. Não podemos usar de maneira algumas querer reger o Brasil pela bíblia, a bíblia é um livro religioso e o Brasil não é uma religião, há de se entender que alguns dos governantes do Brasil, nem se quer acredita na existência de Deus, quanto mais de um livro sagrado, isso nunca será possível, se o líder maior eleito pelo povo, antes mesmo de ser eleito não escondeu suas dúvidas sobre a existência ou não de Deus, achemos que é possível governar o país pelo livro de Deus, a bíblia é o livro de Deus para nós que cremos nas sagradas letras, mas para eles, não passa de; como diz um deputado, de um livro MÍTICO. Portanto cabe a igreja apenas anunciar a mensagem salvadora, lembrando que nosso papel é apenas dois, ensinar a palavra e viver conforme a palavra, Jesus disse: - Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia (João 6:44). Anunciemos a palavra e o Espírito Santo convencerá o homem do seu pecado.

Num país laico, as leis devem ser votadas de acordo com a vontade do povo, nenhum grupo pode reivindicar para si o poder de determinar aquilo que é certo ou errado, isto envolve leis como casamento entre pessoas do mesmo sexo, aborto, e outras que estão tramitando no meio político. Uma pessoa crente no Senhor Jesus, jamais se casará com outra do mesmo sexo, uma mulher crente no Senhor Jesus, não fará abortos, amenos que seja um caso de vida ou morte... Olhando por esse prisma não vemos necessidades de se criar nenhum combate, que os deputados crentes apenas votem contra, fazendo o seu papel, e deixe que as coisas tomem o seu caminho normal, na verdade essa batalha contra os homossexual virou uma ferramenta de manutenção e ampliação dos votos da bancada evangélica, a causa gay criou o LOBBY-GOSPEL.

           Você deve esta me achando um covarde, mas não vejo assim, as coisas precisam mudar na mente das pessoas, pois não adianta impedir que leis sejam votadas, se as mentes estão dominadas, cativas por todo tipo de sujeiras, não votar certas leis não significam que as coisas não vão acontecer, não dá uma certidão de casamento a duas pessoas do mesmo sexo não muda nada, a maioria deles vivem juntos, numa mesma casa e dormem numa mesma cama e tem suas praticas sexuais e quem pode impedir isso? Do mesmo modo o aborto, não vota, mas milhares de mulheres fazem isto todos os dias, e pior em clinicas clandestinas e os resultados estão ai, e mais muitos que nem acadêmicos são, estão ficando milionários com essa pratica que é ilegal duas vezes, uma porque mata indefeso, e duas porque o procedimento é ilegal, não sou a favor do aborto, nem do casamento entre pessoas do mesmo sexo, apenas estou usando o bom senso, e eu pergunto essa guerra tem tido algum resultado benéfico, alguém TOLO vai dizer, a lei não foi aprovada, é só isso o que vocês pensam?  Ridículo, tem que haver muito mais que isso... Eu quero ver essa guerra toda é contra os desmandos dos governos, porque a bancada evangélica não levanta uma ação forte a fim de mudar a situação da saúde no País, ta precisando, mas deve haver alguma coisa que não deixa a bancada exigir do governo uma ação que mude a situação da saúde no Brasil,  pastores, políticos evangélicos, muitos dos que estão sofrendo com o atendimento péssimo da saúde são membros e eleitores dos currais eleitorais evangélicos, a segurança pública esta uma calamidade, sabe o que os pastores estão fazendo, mudando os horários dos cultos, porque estão perdendo membros na violência instalada no pais, CADE a bancada evangélica que não cobra do governo uma segurança descente, AH estão La em Brasília vigiando a lei do aborto e as leis do LGBT....enquanto isso o povo esta a mercê da bandidagem. A marcha pra Jesus à gente sabe que é uma forma dos lideres levarem o povo pras ruas e dizer aos políticos “olha a minha liderança, olha o povo que esta atrás de mim” eu tenho os votos, o que é que eu levo? Infelizmente o povo sempre foi e sempre será MASSA DE MANOBRA, no Brasil pelos políticos e agora pelos “políticos da igreja”  e para o povo não muda nada.

Darei uma pausa aqui com as palavras de Paulo; - Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego (Romanos 1:16).
(Romanos 12:2) - E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.


             

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo