A Mulher e o dragão 


 "E VIU-SE um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz" Ap12,1-2

 

Alguns pensam que esta mulher é Maria, Israel ou a igreja, já vimos diversas interpretação para esta mulher, mais a bíblia aponta com clareza quem é esta mulher, senão vejamos:

Maria nunca foi perseguida e nem ajudada pela terra. O termo mulher descreve forma simbólica, Israel mesmo. Vejamos o que disse o profeta Jeremias:

"Vai, e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: Assim diz o SENHOR: Lembro-me de ti, da piedade da tua mocidade, e do amor do teu noivado, quando me seguias no deserto, numa terra que não se semeava." (Jeremias 2 : 2)

"Porventura esquece-se a virgem dos seus enfeites, ou a noiva dos seus adornos? Todavia o meu povo se esqueceu de mim por inumeráveis dias." (Jeremias 2 : 32)

Nos profetas,  Jerusalém sempre foi referida como a noiva do Eterno e não Maria, então fica claro que  é a Jerusalém que se refere como mulher.

Na visão de João, a mulher  está vestida de sol, com a lua aos pés e com uma coroa de doze estrelas na cabeça. Jesus é o sol da justiça que se refere aqui.

Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria. (Malaquias 4:2)

As doze estrelas são as doze tribos de Israel, representadas pelos doze patriarcas e também os doze apóstolos, assim vez vemos que é uma referência a Jerusalém/Israel e não a Maria ou a igreja.

Observamos que a mulher da a luz a um filho varão. O filho varão que regerá as nações com vara de ferro é o próprio jesus.

As dores de parto faz referencia ao fato de jesus vir a nascer durante a dominação romana, quando Roma dominava e oprimia o seu povo.

"E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas" Ap12,3

            A bíblia deixa claro que o dragão  é Roma. observe que o dragão tem sete cabeças e o p anjo explica o que significam estas sete cabeças: "As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada" (apocalipse 17,9)

Roma é chamada a cidade das sete colinas,  podemos concluir que se trata de Roma, João descreve império Romano como o dragão.

Os dez chifres do dragão, ou os dez chifres da besta que é também o império romano, são dez Reis Romanos. o anjo que explica isso para João, e o mesmo anjo ja havia explicado isso mesmo para Daniel.

Há uma corrente que diz este dragão é o diabo, um ser, que faz guerra no céu e derruba um terço dos anjos consigo. A palavra dragão, besta e fera possuem o mesmo significado.

Algumas versões bíblicas inclusive traduzem a palavra besta como fera em Apocalipse 13. Todas significam impérios que se oponham ao povo de Deus.

Os judeus sempre usou os termos, besta e dragão se referindo aos inimigos do povo de Israel. mas devido a um versículo interpretado literalmente, as pessoas pensam ser um ser: "E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele"

Na tradição judaica, diabo e Satanás, significam “opositores” aqueles que se opõe a vontade de Deus, a antiga “serpente” é a antiga ideia de se opor a Deus.

Levar esses termos ao pé da letra, causa alguns problemas complicados para se resolver.

Primeiro, o que Satanás estaria fazendo no céu? Porque Deus ou o próprio jesus não combatem com ele, mas Miguel?

Como um Deus Onisciente é surpreendido por uma rebelião nos céus? E outra coisa, Deus anuncia através de um profeta? Complicado;  é muito mais coerente entender que; Miguel esta combatendo é o império Romano, pois o mesmo Miguel já combateu contra outros príncipes de povos que se opuseram ao povo de Deus; se não vejamos;

"Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os Reis da Pérsia." (Daniel 10 : 13)
"E ele disse: Sabes por que eu vim a ti? Agora, pois, tornarei a pelejar contra o príncipe dos persas; e, saindo eu, eis que virá o príncipe da Grécia." (Daniel 10 : 20)

Miguel é o arcanjo que sempre combateu por Israel E sempre foi considerado o príncipe do povo de Deus: "Mas eu te declararei o que está registrado na escritura da verdade; e ninguém há que me anime contra aqueles, senão Miguel, vosso príncipe." (Daniel 10 : 21)

E o próprio Daniel ja havia profetizado que Miguel combateria contra Roma:

"E NAQUELE tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro." (Daniel 12 : 1)

Muitos interpreta que esta passagem trata da uma queda de Satanás pelo fato de esta escrito que Satanás arrastou consigo um terço das estrelas. Daniel também falou sobre isto sobre um Homem, e não um ser, este faria guerra nos céus e derrubaria as estrelas. é linguagem simbólica e não literal, vejamos:

"E se engrandeceu até contra o exército do céu; e a alguns do exército, e das estrelas, lançou por terra, e os pisou. E se engrandeceu até contra o príncipe do exército; e por ele foi tirado o sacrifício contínuo, e o lugar do seu santuário foi lançado por terra" (Daniel 8,10-11)

Vejamos que Daniel diz que este príncipe se engrandeceria até contra os exércitos dos céus e das estrelas. É um homem, não um ser,  é uma linguagem simbólica, não literal, se entendermos como literal, teremos que admitir que este homem subiu nos céus e fez guerra aos anjos.

Interpretar isso literalmente não tem lógica,  João esta descrevendo acontecimentos profetizados anteriormente por Daniel de que um rei subiria aos céus (linguagem simbólica) e derrubaria um terço das estrelas (estrelas no céu significam os justos ver. Dn 8,10) vejamos a explicação nos versículos seguintes de Apocalipse 12

"...o dragão (ROMA) parou diante da mulher (ISRAEL) que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho.E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro (JESUS); e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono." Aqui não há nem necessidade de explicar que se refere ao Messias.

"E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias"

1260 dias, ou três anos e meio,  se refere a revolta judaica no ano 132, quando os judeus resistiram aos Romanos por quase quatro anos. Isso aconteceu literalmente e é história.

"E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite"

A salvação chegou, o Apocalipse começa com a seguinte noticia, “REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO” O livro do Apocalipse trás a revelação de jesus Cristo, ou seja, nele jesus Cristo é revelado..

1 Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo;

2 O qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto. João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogénito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados, E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém. Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso. (Apocalipse 1: 4 - 8)

O acusador de nossos irmãos, é o pecado que nos acusa de dia e de noite, o Cristo revelado no Apocalipse derrubou o poder do pecado...

Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. (Romanos 6:14)

Esse texto também aponta para a queda de Jerusalém, pois o próprio Israel  perseguia e acusava os primeiros cristãos, e foram vencidos pelos mesmos.

No caso, o acusador de alguém são seus pecados. E o texto esta dizendo que os pecados de Israel foram derrubados ou vingados, como o próprio jesus disse: ....porque estes são dias de vingança...

o texto diz ainda que o dragão persegue a mulher e a terra ajuda a mulher.

Roma persegue Israel, em seguida o anti-semitismo, com isso os judeus deixaram Jerusalém,  migrando para a Europa.

Aqui eu abro um parêntese para colocar algo importantíssimo... é possível enxergar aqui o que podemos considerar como o fim do Israel das profecias.

 ...Se não vejamos, nesse momento da história Israel foge para a Europa, Jerusalém fica abandonada, e os Árabes se tornam donos das terras, somente em 1948 o estado independente de Israel volta a existir, com a “Diáspora” Israel como nação deixou de existir..

Nesse momento esta nascendo a igreja, os primeiros cristãos estão totalmente inserido nesse contexto de perseguição, com isso a igreja se espalha, o evangelho atravessa as fronteiras. Segundo Paulo a igreja é o novo povo de Deus, reconhecido pelas escrituras como “o novo Israel”

12 -  Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. 13 - Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. 14 - Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, 15 - Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, 16 - E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. 17 - E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto 18 - Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. 19 - Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus; 20 - Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; 21 - No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. 22 - No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito. (Efésios 2:12-22)


A igreja é o novo povo de Deus.

 Paulo reafirma isto quando escreve a Tito: 13 - Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo; 14 - O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras. (Tito 2: 13-14)

 A terra são as nações que acolheram os judeus, isso por um espaço de tempo. O texto deixa claro  que o dragão persegue os que guardam os mandamentos de Deus, isto é, os judeus e também as testemunhas de Jesus, os cristãos:

"E o dragão (Roma) irou-se contra a mulher(Israel), e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus(Judeus), e têm o testemunho de Jesus Cristo(cristãos)"

 

Então a mulher é Israel, e não Maria ou a igreja.

A história relacionada a profecia não deixa dúvida.


Pr. Josias pereira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como será o Arrebatamento?

COMO SER PROFETA NOS DIAS DE HOJE.