terça-feira, 28 de junho de 2011

QUAIS SAO AS ARMAS DA IGREJA DE JESUS

   Veja o momento que estamos vivendo em nosso país, desde as diretas já, o movimento que mudou a história política do Brasil no século passado, a nossa nação tornou-se um palco de manifestações populares, daí as greves que fortaleceu os sindicalistas, dos quais, a maioria estão no poder, em seus cargos políticos, e esqueceram das lutas que os promoveram e os colocaram onde estão hoje, daí outras manifestações que resultaram em conquistas para a sociedade brasileira como num todo, os manifestos, contra o armamento, pela paz, pela segurança e outros, e os mais recentes promovidos pelos homossexuais e agora pela legalização da maconha, veja; não estou me posicionando contra, nem como critico a esses movimentos, mas quero ressaltar que essa moda pega, e ate a igreja já aderiu o movimento e pos a cara na rua para também dizer que tem direitos, agora o que me faz pensar sobre o assunto é, será que estamos lutando legitimamente, será que esta é a arma que a igreja deve usar, vejamos o que nos orienta a bíblia? - Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas (II Corintios 10:4); será que a igreja deve mesmo ir as ruas fazer manifesto contra leis e movimentos populares,

             No artigo anterior a esse, falamos sobre a igreja que tem medo da cadeia, e agora queremos falar sobre as armas que temos para lutar contra as hostes infernais, que tentam de todas as formas paralisar a igreja do senhor Jesus neste século, onde o pecado esta tomando forma de iniqüidade, e o mundo já tem assistido manifestações da ira de Deus, porem por terem os seus sentidos endurecidos, não estão entendendo a mensagem do todo poderoso, vejamos o que Paulo vai dizer; - Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais (Efésios 6:12).
           A nossa luta não é na esfera humana, a nossa luta não é contra grupos de minorias que tentam através de leis que saem dos pensamentos humanos, revogarem as leis que saíram da vontade daquele que onipotente, daquele que, da a vida e tira, que eleva e abate, que traz a existência e faz desaparecer, a nossa luta é contra os principados, quem são os principados, seriam eles os poderosos políticos? Contra as potestades, contra os príncipes das trevas, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
            Paulo esta falando de uma guerra, interior, a maldade esta no interior do homem, e nesta guerra, uns lutam para se livrar da maldade, porem outros lutam para se embrenhar cada vês mais na maldade, uns querem se libertar da escravidão do pecado, e outros querem ser mais escravos ainda, e a igreja conta quem esta lutando, e que arma esta usando?
            A nossa luta é contra o pecado, e a nossa arma é a pregação da palavra, reforçada com a oração, a nossa luta não é contra o congresso, o senado, a presidência e o judiciário, muito menos contra aqueles que defendem aquilo que nós repudiamos, veja que a coisa é de ordem espiritual, e nos estamos encarando na esfera humana, e o que estamos causando? Os grupos que lutam por supostos direitos, estão nos taxando como preconceituosos, discriminadores, e isso esta suscitando ira, revolta neles, a igreja se continuar agindo na esfera humana, usando as armas carnais, esta se sujeitando a tornar- se insuportável por esses grupos, já somos considerados fundamentalistas e outros adjetivos que são usados contra nós, o que fazer agora, parar, deixar de mão? Não! É hora de usar as armas certas, e quais são as armas corretas? A bíblia responde; Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas (II Corintios 10:4
            Vejamos alguns exemplos da igreja neotestamentária, Pedro e João estavam pregando no pátio do templo, e veja a pregação de Pedro, (Atos 3:13) - O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu filho Jesus, a quem vós entregastes e perante a face de Pilatos negastes, tendo ele determinado que fosse solto, Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida, E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas.
             Imagine Pedro falando isso, que mensagem dura, acusando o povo de ter matado o filho de Deus, tinha que ter coragem pra falar assim, mas Pedro agora esta cheio do poder do Espírito santo, isso foi depois do petencostes, e quando Pedro esta pregando o que acontece; (Atos 4:1) - E, ESTANDO eles falando ao povo, sobrevieram os sacerdotes, e o capitão do templo, e os saduceus, Doendo-se muito de que ensinassem o povo, e anunciassem em Jesus a ressurreição dentre os mortos, E lançaram mão deles, e os encerraram na prisão até ao dia seguinte, pois já era tarde.
            Pedro e João são presos nesse momento porque estavam ensinando a palavra de Deus, mas veja o que acontece; (Atos 4:4) - Muitos, porém, dos que ouviram a palavra creram, e chegou o número desses homens a quase cinco mil. Veja irmãos, muitos creram, e quase cinco mil foram salvos, eu disse a pouco atrás que, uns querem se libertar da escravidão do pecado, e outros querem ser mais escravos ainda, veja na multidão dos que ouviam Pedro, muitos creram, ou seja, o exemplo de Pedro deve ser seguido por nós que devemos pregar a palavra, muitos crerão, porem outros não.
            Ai alguns de nós vai dizer, mas estão querendo no impedir de pregar, as leis que estão querendo promulgar é para calar a nossa boca, sim eu sei, fizeram isso com Pedro e João, vamos continuar o relato? (Atos 4:5) - E aconteceu, no dia seguinte, reunirem-se em Jerusalém os seus principais, os anciãos, os escribas, E Anás, o sumo sacerdote, e Caifás, e João, e Alexandre, e todos quantos havia da linhagem do sumo sacerdote. E, pondo-os no meio, perguntaram: Com que poder ou em nome de quem fizestes isto? Então Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Principais do povo, e vós, anciãos de Israel, Visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem enfermo, e do modo como foi curado, Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. Pedro outra vês abre a boca e começa a dizer a verdade, eita Pedro corajoso! Veja qual foi a decisão dos poderosos da época; (Atos 4:17) - Mas, para que não se divulgue mais entre o povo, ameacemo-los para que não falem mais nesse nome a homem algum. E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem no nome de Jesus. Veja o que os poderosos queriam , que Pedro e João não ensinassem as palavras de Jesus, mas qual foi a atitude de Pedro e João?
           Pedro como líder não fez como alguns lideres de hoje, Pedro não convocou o povo para um manifesto diante do sinédrio pra gritar, não queremos ser amordaçados, fora a lei do "cale-se"; ja pensou a igreja cantando ou, clamando, "pai, afasta de nós este cale-se"  Pedro e João  assumiram a responsabilidade, diante dos poderosos tomando  a palavra e disseram; (Atos 4:19) - Respondendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus; Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido. Que venha as leis, antes importa obedecer a Deus,

Ate breve.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

A IGREJA QUE TEM MEDO DE CADEIA.


PLC 122

             Às vezes eu me pego pensando em algumas situações que a igreja de Jesus esta vivendo no presente século, eu disse “a igreja de Jesus” e fico analisando as atitudes e decisões que muitos têm tomado, e quando eu olho para a história do povo de Deus, tanto Israel, como a igreja de hoje, eu vejo que estamos tomando caminhos diferentes, e a minha preocupação é se verdadeiramente estamos agindo segundo a vontade Deus, Jesus disse aos seus discípulos que as portas do inferno não prevaleceriam contra a sua igreja, é claro que o texto mostra uma igreja que avança, e não uma igreja que se defende, ou seja, Jesus disse que o evangelho chegaria aos quatro cantos da terra, porque nenhuma porta ficaria fechada a ponto de impedir que o evangelho fosse conhecido, agora o que me faz pensar é que Jesus disse que o evangelho, levado pela igreja “Dele” chegaria a todos os lugares, mas Ele “Jesus” não disse que todos receberiam, mas estamos agindo como se todos tivessem que aceitar o evangelho, isso é impossível.
           Olhando para o passado é só lembrar da historia de Ester, Mardoqueu e seu povo, quando Hamã conspirando contra os Hebreus leva o rei a assinar o decreto para exterminar todo o povo, no entanto não vemos na história que Ester e Mardoqueu tenha empreendido alguma manifestação publica para impedir a execução do edito do Rei, mas o que descobrimos é que Ester conclama o povo para um jejum, e convida o rei para um banquete, três situações acontecem naquele momento 1) o povo esta jejuando, 2) o banquete esta sendo preparado para receber o rei, 3) a forca para matar Mardoqueu também esta sendo preparada, e naquela noite enquanto tudo isso esta sendo preparado, Deus entra em sena e tira o sono do REI, o rei não dormiu aquela noite e no outro dia viu-se a providencia de Deus, quem mandou preparar a forca, foi enforcado na mesma.
             Imagine se Deus precisa que seu povo faça manifestações públicas, como costumam fazer os gentios, para conquistar aquilo que é de direito nosso, quando Golias estava afrontando o exercito de Saúl, Davi disse; Quem é, pois, este incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo (I Samuel 17:26)? E quando Senaqueribe mandou cartas ao rei Ezequias, qual foi a atitude do rei?, Entrou no templo com as cartas e apresentou as cartas a Deus, qual foi o resultado? Então Isaías, filho de Amós, mandou dizer a Ezequias: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: O que me pediste acerca de Senaqueribe, rei da Assíria, ouviu. Esta é a palavra que o SENHOR falou dele: A virgem, a filha de Sião, te despreza de ti zomba; a filha de Jerusalém meneia a cabeça por detrás de ti. A quem afrontaste e blasfemaste? E contra quem alçaste a voz e ergueste os teus olhos ao alto? Contra o Santo de Israel? (II Reis 19:20 a 22) e quando o rei Jeosafá recebe a noticia sobre a multidão de gentes que vinham contra eles, qual foi sua atitude? Entrou no templo e foi orar ao Deus de Israel, qual foi o resultado? (II Crônicas 20:14) - Então veio o Espírito do SENHOR, no meio da congregação, sobre Jaaziel, e disse; Nesta batalha não tereis que pelejar; postai-vos, ficai parados, e vede a salvação do SENHOR para convosco, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR será convosco. Deus é quem luta por nós.
           Veja o que Deus disse a Samuel a respeito da rejeição do povo - E disse o SENHOR a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te têm rejeitado a ti, antes a mim me têm rejeitado, para eu não reinar sobre eles (I Samuel 8:7). Esse povo está rejeitado, não é a igreja, ou os evangélicos, mas sim a palavra de Deus, a bíblia esta sendo questionada e considerada um livro homofóbico, quem vai tomar atitude em relação a estas afrontas é o dono da palavra “Deus” se eu preciso sair as ruas, para fazer manifesto, onde esta o Deus da palavra? Onde esta a eficácia da palavra? Eu estou me igualando aos demais na luta pelos direitos, não é função da igreja pelejar contra os grupos que pretendem ter alguns direitos, a função da igreja é ensinar a verdade e como disse Paulo; Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina (II Timóteo 4:2). Quando quiseram calar os apóstolos qual foi a resposta - Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens (Atos 5:29). Pedro não temeu a cadeia, e nós? estamos fazendo manifesto público com medo da cadeia.

- Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja; (Colossenses 1:24)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

O QUE É HOMOFOBIA

           A homofobia é definida pela psiquiatria, como uma aversão mórbida aos homossexuais, isso significa que uma pessoa que sofre dessa doença não suporta sequer ver uma pessoa que é homossexual, é como quem tem fobia de altura, fobia de lugar escuro, fobia de baratas, ratos, aranhas e etc.
          Pode ser que existam pessoas que sofram dessa doença, é o caso de alguns que chegam a agredir fisicamente e ate pode ser o caso de alguns assassinatos de homossexuais como temos conhecimentos, resultando que cada caso deve ser investigado e chegar se ao motivo real da agressão e suas possíveis fatalidades, também não vamos ser extremista e dizer que toda agressão ou os crimes cometidos contra homossexuais sejam por homofobia,
         Mas o que pretende os que aprovam a plc 122? Pretendem tirar do cidadão os direitos adquiridos como a liberdade de expressão e do pensamento, ou seja, a plc 122 proíbe, ou criminaliza o cidadão que manifestar o seu pensamento a respeito da pratica homossexual. Eu não sou contra os gays, eu tenho amigos que são homossexuais, e eu os recebo em minha empresa, se forem em minha casa serão bem recebidos da mesma forma, freqüentei o salão de um amigo cabeleleiro que é homossexual muito tempo, convivo com todos eles sem o menor constrangimento, não temos nenhum problema de relacionamento, sou capaz de abraçá-los, sentar ao lado deles em qualquer ambiente, respeito todos como pessoas, como cidadão, como meu próximo e como amigos, não há nenhum problema, agora, são meus amigos? São! Tem meu respeito? Tem! E quanto as suas praticas homossexuais? Os meus princípios condenam. Para mim, na minha cabeça a pratica homossexual é pecado, é a minha fé, é a minha crença, eu tenho a bíblia sagrada como meu manual de ensino de pratica e vida, dentro das minhas limitações, eu procuro conduzir a minha vida conforme as orientações da bíblia, para mim, segundo a bíblia, Deus condena a pratica homossexual, veja eu disse que Deus condena a pratica, pois esta escrito - Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é(Levítico 18:22); e veja o que dizia a lei de Deus: - Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles (Levítico 20:13).então para mim isso é pecado, é abominação, e os meus amigos que são homossexuais sabem da minha posição em relação a isso, eles me respeitam, convivemos pacificamente, mas nunca aprovei ou aprovarei suas praticas, e eles sempre saberão disso, portanto não sou homofóbico.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

COMO SER PROFETA NOS DIAS DE HOJE.



            Primeiro é preciso saber o que é ser profeta, profeta é alguém que fala em nome de alguém, é um porta voz, um mensageiro, profeta não tem voz própria, não fala de suas imaginações, ou seja, o que fala não sai de seu coração, mas do coração de outro ou dos acontecimentos.
           Estamos vivendo um momento em que a profecia esta ficando desacreditada embora nunca se buscou tanto por profecias como nos dias de hoje, acontece que os profetas do momento viraram uma espécie de (guru) onde são consultados pelas pessoas afim de saberem sobre o futuro.
          Eu estava ministrando sobre o assunto no culto de doutrina em nossa igreja quando disse ao irmãos que assim como vemos as placas de (taro, cartomante, búzios e etc) nas casas dessas pessoas que fazem previsões, em breve vamos também vê placas, ou anúncios de profetas, e eu não duvido que já exista isso, já pensou a placa La no portão do irmão( profeta Joãozinho, profecias, revelações etc., garanto a benção em três dias ) meu Deus, aonde vai parar isso!


Como ser um profeta no contexto bíblico.


             O profeta no contexto bíblico, primeiro era um profundo conhecedor das escrituras, o que mais vemos hoje é uma verdadeira fabrica de profetas, diga se de passagem fabricas de fundo de quintal, o cidadão se apresenta como profeta mas pergunta ele do que trata II cor 14 que ele não sabe, alias na maioria das vezes o que sabe é o que ouviu, só le aqueles versículos já marcados que fazem alusão ao que querem pregar e é um tal de Deus ta me dando, to vendo, to recebendo e tome profetadas.
         No velho testamento havia escola de profetas, aonde os profetas faziam curso de profeta, é o caso de Elias e Eliseu, os profetas de hoje querem distancia dos cursos teológicos, muito mais ainda da escola de profetas, e o pior é que com o crescimento dos novos petencostais a coisa ficou mais desorganizada ainda, e a pergunta é aonde vai parar isso?


Como e o que profetizar.


           O profeta  tem conhecimento do passado, das leis de Deus, dos acontecimentos e seus resultados, por exemplo, Deus falára pela boca de Moises ao povo dizendo que se o povo se desviasse de seus estatutos... isso esta no capitulo 28 de Deuteronômio, inclusive muito usado pelos pregadores e profetas, mas só pregam ate o versículo 14; ate onde estão relacionadas as bênçãos, mas apartir do 15 aonde vem relacionando as maldições sobre aqueles que se rebelam contra Deus, e entre as maldições determinadas esta a que Deus visitaria a terra com seca se o povo servisse aos deuses das nações - Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do SENHOR teu Deus, para não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão, O SENHOR dará por chuva sobre a tua terra, pó e poeira; dos céus descerá sobre ti, até que pereças(Deuteronômio 28:15 e 24) . Foi baseado nessa sentença que o profeta Elias quando encontra com o rei Acabe o repreende  pelo fato de ele (o rei ) ter permitido que sua mulher Gesabel que era sacerdotisa de Baal trouxesse sacerdotes de Baal e ate um altar foi construído a Baal; levando assim o povo a idolatria, Elias repreende o Rei mas o rei ignora a repreensão do profeta que tendo conhecimento do que Deus já havia determinado no caso de o povo ir após outros deuses, Elias apenas determinou o tempo da seca quando disse  - ENTÃO Elias, o tisbita, dos moradores de Gileade, disse a Acabe: Vive o SENHOR Deus de Israel, perante cuja face estou, que nestes anos nem orvalho nem chuva haverá, senão segundo a minha palavra (I Reis 17:1). Elias já sabia pelas escrituras que a sentença para a idolatria do povo era a seca, ele só chamou a seca e assim foi, a sentença já estava pré-determinada por Deus, outros profetas também profetizaram sob o mesmo prisma de acordo com as determinações previamente determinadas, ou pelos resultados dos acontecimentos.
        Olhando para os acontecimentos do passado podemos afirmar com certeza  de que estamos muito perto de acontecimentos como no caso de Sodoma e Gomorra , estamos vivendo algo semelhante, a depravação dos homens daquela época chegou ao ponto de quererem que Ló entregassem a eles os anjos que estavam em sua casa afim de manterem relação sexual com os anjos, foi preciso o anjo cegar-lhes para evitar o pior, (anjo simbolo do sagrado), e hoje a depravação dos homens  estão semelhantes ou pior.
       Naquele tempo quiseram possuir os anjos que são sagrados, hoje estão querendo que suas depravações e promiscuidades sejam reconhecidas e sacralizadas nas igrejas (que são símbolos do sagrado), imagina um templo para adoração a Deus sendo profanado por um ato absolutamente abominável diante do criador que não suportará tal ofensa, qual será o resultado dessa profanação? uma provocação a ira de Deus como foi no caso de Sodoma, preparem –se estamos próximos a viver um ação divina contra esses profanos, não sei se será com enxofre e fogo como foi no caso de Sodoma, mas que a ira de Deus esta por um fio sobre esses que assim procede, isso se pode esperar.

O mundo esta proximo de viver dias como os de Sodoma e Gomorra.

DEIXE SEU COMENTÁRIO.