segunda-feira, 12 de setembro de 2011

QUANDO JESUS VAI VOLTAR?

         Há muitas especulações sobre a volta de Jesus, e alguns estudiosos das profecias chegaram a marcar a data do retorno de Jesus, segundo as testemunhas de Jeová, Jesus voltou em 1914 e esta invisível, outros grupos também já marcaram datas, porem ate o momento nenhuma das predições se confirmaram; nós evangélicos aguardamos o retorno de Jesus, pregamos sobre sua vinda, e em relação a isto há divergências e muitas controvérsias, há grupos evangélicos cuja bandeira é a volta de cristo, outros nem tocam no assunto, pois o interessante é a vida aqui, e outros grupos esperam a vinda de Jesus, mas não dão ênfase ao assunto, mas o que a bíblia de fato fala sobre a volta de Jesus?

        Eu sou do grupo dos evangélicos que espera o retorno de cristo, como pregamos em nossos púlpitos, e ate citamos as palavras do próprio Cristo aos discípulos; (Mateus 24:36) - Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. Mas como gosto de polemicas quero colocar uma pimentinha no assunto, e a pergunta é; será que Jesus não voltou? O que você acha? Vejamos alguns relatos da bíblia.
       O senhor Jesus inicia seu ministério no capitulo 3 de Mateus quando João batista aparece pregando no deserto da Judeia e Jesus vem ate João e é batizado, no capitulo quatro Jesus vai para o deserto para esta as sós com Deus, ensinando-nos que todo filho de Deus deve ter comunhão com o pai celestial e que isso acontece através de momentos de orações, no deserto Jesus é tentado pelo diabo e passando este episódio Jesus sai de Nazaré a vai morar em cafarnaum, á partir de então Jesus começa a organizar sua diretoria convocando os doze apostolo e assim coloca em funcionamento o seu ministério terreno, ate o capitulo 23 de Mateus Jesus da instruções tanto aos apóstolos como ao povo que o seguia constantemente, Jesus ensinou através de parábolas e preparou os discípulos para dar continuidade a obra que Ele veio realizar, no capitulo 24 Jesus começa então a falar sobre o que lhe aconteceria por aqueles dias, e sobre todos os sinais que comprovariam que de fato ele era o filho de Deus, o messias prometido, o salvador do mundo.
        Passamos então a analisar o capítulo 24 de Mateus.
(Mateus 24:1) - E, QUANDO Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Os discípulos mostra a Jesus a arquitetura do templo que eles idolatravam, o templo era venerado pelos judeus, inclusive Jesus é acusado de blasfêmia contra o templo, veja o que Jesus falou sobre o templo.
   2) - Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada. Muitos encontram nesta passagem uma alusão à todas as construções existentes no dia em que Jesus voltar. Isso realmente é forçar o texto, e torcer o seu sentido original. “Não vedes tudo ISTO?” perguntou Jesus aos discípulos, apontando para o Templo construído por Salomão, reconstruído por Zorobabel e reformado por Herodes. Esta profecia cumpriu literalmente no ano 70 d.C., quando Tito, o general romano que posteriormente tornou-se Imperador, invadiu Jerusalém, reduzindo o templo, e toda a cidade a escombros.
       3) - E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?
     4) - E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; cuidado pra você não ser enganado hoje!
    5) - Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. Veja o aviso de Jesus! Quando Jesus fala aqui que muitos virão em meu nome, Ele esta se referindo aos que apareceriam usando o nome Dele, dizendo ser Ele, é o caso do curitibano “inris” e do Jose Luiz Miranda e outros enganadores que desde Jesus apareceram e estão por ai.
     6) - E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Jesus faz um relato de vários acontecimentos que se daria ate a sua volta, e nesse texto de Mateus 24 Jesus vai tratar exatamente de todo o acontecimento relativo à sua ida ao pai e do seu retorno, no vrs 7 ele fala sobre os rumores de guerras, mas ainda não era o fim, no 9 Jesus avisa aos discípulos que eles também sofreriam, no 10 Jesus diz que eles teriam problemas entre eles próprios, no 11 aparecerão falsos profetas, no 12 a iniqüidade, pecado no lugar santo, ou pecado legalizado, vai levar muitos a desacreditar Nele, no 13 Jesus disse que quem suportasse todo aquele momento de sofrimento será salvo, “esse será salvo é passivo de ser submetido ao termo grego para saber-se de que tipo de salvação esta se falando aqui” no 14 Jesus esta afirmando que o evangelho, a mensagem do reino suportaria a todo aquele momento, e chegaria ate os dias de hoje, pois seria conhecido de todos, para que então viesse o fim de todas as coisas, no 15, 16, 17 e 18 mais avisos sobre o que deveria acontecer naquele momento da história do evangelho, é preciso não esquecer que em momento algum Jesus deixa os discípulos sem saber dos acontecimentos referente ao implantação do evangelho e do reino messiânico, no 19 Jesus avisa o que aconteceria com as grávidas no momento da invasão de Jerusalém, e isso aconteceu, no 20 Jesus lhes diz, orai para que o momento da fuga não seja no inverno, sair as pressas no frio é terrível, e no sábado, muitos talvez pela rigidez da lei se negassem a fugir no sábado, no 21 aqui esta um detalhe que é preciso muita atenção a este anuncio de Jesus, Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. Aqui Jesus deixa claro que esta é a maior e única aflição que no contexto do evangelho aconteceria, portanto quem esta esperando a aflição dita por Jesus neste capitulo de Mateus, repense, pois a mesma já aconteceu e não haverá outra segundo Jesus; Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver, no 22 Jesus diz que os dias seriam abreviados, ou seja, a duração da aflição seria de menos tempo para que os escolhidos se salvassem, veja no 13 Jesus disse que quem suportasse ate o fim daquela aflição seria salvo; 13) - Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E agora ele diz que o tempo será abreviado para que os escolhidos escapem da destruição, aqui esta a bondade de Deus que, abrevia o tempo do sofrimento para dar livramento aos seus, no 23 ao 27 mais avisos sobre os falsos cristos e falsos profetas, no 28 “pensamento meu” o cadáver de Jesus na cruz e as águias do poder assistindo o que parecia ser “o fim do rei dos judeus”.
       É claro que esta aflição aconteceu depois da morte e ressurreição de Jesus, mas deve se considerar que há aqueles que defendem que os escritos não estão em ordem cronológicas, pois os evangelhos foram escritos á partir das narrativas dos que viveram com Jesus, e isto deve ter acontecido após sua ascensão aos céus, sendo assim é possível que os escritores, Mateus, Marcos, Lucas e João tenham tido alguma dificuldade para escrever os fatos exatamente na ordem cronológica dos acontecimentos, no 29 Jesus fala do sobre o fim, e usa a expressão, “logo depois” embora esta expressão tenha a idéia de imediato, na verdade ela tem a conotação de seqüência e aqui fica um vazio sem determinação de tempo, mas as profecias bíblica aponta para um tempo do fim de todas as coisas, no 30, 31 e 32 Jesus deixa claro que esta falando de um momento que ainda vai acontecer, quando do arrebatamento da igreja, assunto esse que alguns teólogos se divergem, há os que defendem o arrebatamento da igreja, e os que afirmam não existir tal evento, mas esse não é a assunto que estamos falando agora, o assunto é a volta de Jesus, e a pergunta é; “Jesus já voltou, ou não? No 33 Jesus volta a falar sobre o assunto anterior ao verso 30, e ele vai fazer a seguinte colocação; Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. A pergunta é, Jesus esta falando de sua volta, ou do arrebatamento no tempo do fim? Essa pergunta é boa, pois é perfeitamente compreensível de que Jesus em suas narrativas, fala de dois eventos, sua volta, e do arrebatamento, dois eventos distintos um do outro, como eu disse no inicio dessa matéria, eu quero colocar uma pimenta no assunto e a pergunta é, Jesus já voltou?
        Ao ler os textos sagrados vamos encontrar indícios de dois eventos separados, a volta de Jesus e o arrebatamento dos salvos segundo a nossa teologia convencionada pelos evangélicos que se discutem também sobre tribulação e Milênio e há controvérsias entre os teólogos sobre os assuntos.
       Voltemos ao assunto sobre a volta de Jesus, no 34 Jesus vai fazer outra declaração relacionada a aflição de que trata o capitulo 24 de Mateus, veja o que Jesus vai dizer; Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. (Na versão linguagem de hoje, vendida pela cpad o texto esta da seguinte forma;) Eu afirmo a vocês que isto é verdade: Essas coisas vão acontecer antes de morrerem todos os que agora estão vivos. Então Jesus deixa claro que os acontecimentos narrados no capitulo 24 de Mateus já aconteceram, e não estão para se cumprir, isso é fato consumado, palavra de Jesus que em seguida fecha a porta para qualquer especulação dizendo; 35- O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar. E Jesus continua suas afirmações sobre sua vinda, no 36 ele diz que ninguém sabe o dia e hora, só o pai, no 37 ele diz que os homens farão pouco caso de sua vinda, no 43 chama a atenção para a vigilância, e finaliza seu sermão falando sobre o ajuntamento dos salvos e juízo para os não salvos,
       No cap 25 Jesus começa a descrever sobre o reino que doravante esta implantado, cujo rei é ele próprio, e este reino não é segundo o sistema humano, mas segundo o sistema divino, por isso quando indagado sobre ser ele o rei dos judeus, ele responde; O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui (João 18:36). Jesus cita a parábola das virgens, ensinando que devemos esta preparado para os momentos urgentes da vida, tendo sempre reserva para suprir nossas necessidades e momentos difices, vai citar a parábola dos talentos, ensinando que devemos multiplicar o que temos em mão, no 31 Jesus volta a falar do seu retorno, ele diz que voltará com os anjos a seu serviço, e ele se assentará no trono da sua glória, no 32 ele diz que todas as nações serão reunidas diante ele, hoje temos crentes no senhor Jesus nos quatro cantos de uma a outra extremidades, o evangelho chegou a todas as nações e línguas, a bíblia já esta sendo traduzida em todas as línguas e dialetos, o reino esta em pleno exercício, os que crêem em Jesus já estão no reino, que não crê esta fora do reino, Jesus descreve o reino dele como um reino onde a justiça é exercida pelos seus seguidores de forma que a misericórdia e a compaixão pelo próximo é a evidencia desse reino, segundo Jesus, seu seguidores visitam hospitais, cadeias, dão de comer a quem tem fome, dão de vestir a quem esta nu, quem não procede desta forma, embora ate diz esta no reino, mas de fato não esta, isso não é futuro, é hoje, e quem esta fora do reino esta em tormento, eu me atreveria a dizer que todos que se dizem crentes e vivem atormentados, é porque não estão no reino, pois o reino de Jesus é um reino onde impera a justiça, e Jesus seria injusto se seus seguidores vivessem atormentados, eu mesmo as vezes me questiono quando cometo algo que não condiz com o reino, será que procedendo desse modo, eu estou no reino, as vezes me sinto em tormento quando quebro as regras do reino, sim o reino tem regras e o rei é justo.
         Vamos ao capitulo 26 que começa com o aviso de Jesus aos discípulos sobre o que haveria de lhe suceder naqueles dias, veja o relato; E ACONTECEU que, quando Jesus concluiu todos estes discursos, disse aos seus discípulos: 2) - Bem sabeis que daqui a dois dias é a páscoa; e o Filho do homem será entregue para ser crucificado. Jesus diz aos que lhe ouvem que dali a dois dias ele seria entregue aos homens para ser morto, e Jesus faz questão de relatar como tudo aconteceria, isso para que seus seguidores não tivessem dúvida de que ele era o filho de Deus, no 26 Jesus avisa que Judas iria lhe trair, no versículo 29 Jesus faz a seguinte declaração; E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide, até aquele dia em que o beba novo convosco no reino de meu Pai. A pergunta é, quando Jesus voltaria a beber do fruto da vide com os seus seguidores, e quando e onde seria o reino de sei pai? Vamos em frente que a bíblia vai responder, Jesus come a ceia com seus discípulos, canta um hino, e saem para o monte das oliveiras, no 31 Jesus mais uma vez volta a preparar seus seguidores sobre o que ia acontecer durante aqueles dias de festa em Jerusalém, era a páscoa, mas no 32 ele diz, vou morrer, mas voltarei a viver e irei antes de vocês para a galileia, no 34 Jesus avisa que Pedro o negaria por três vezes antes do cantar do galo, no 47 Judas chega com os soldados para prender Jesus, no 57 Jesus é preso e levado aos príncipes, no 59 procuraram uma acusação que justificasse sua morte, no 61 Jesus é acusado de blasfêmias contra o templo, exatamente pelo que Ele disse em Mt 24;2; Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada. No 66 o povo diz que Jesus é réu de morte, no capitulo 27 vrs 11 Jesus é apresentado ao presidente e interrogado, no 22 o povo decide que Jesus deve ser crucificado, no 29 cravaram uma coroa de espinho na cabeça Dele, no 35 Jesus é crucificado, no 50 Jesus da o ultimo grito e morre, no 54 Jesus é reconhecido como filho de Deus pelo centurião, no 60 Jesus é sepultado, no 64 porque Jesus havia dito que iria voltar a viver, mandaram colocar segurança para guardar sua sepultura, o capitulo 28 começa relatando que no domingo pela madrugada as mulheres vão visitar a sepultura de Jesus, no vrs 2 esta escrito; E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela. No 5 esse anjo fala as mulheres que Jesus não estava mais ali, pois havia ressuscitado, no 9 Jesus aparece as mulheres e manda dizer aos seus seguidores que os esperava na galileia, no 16 os seguidores de Jesus partem rapidamente para a galileia, como Jesus havia lhes dito no cap. 26:32 Mas, depois de eu ressuscitar, irei adiante de vós para a Galiléia. Ate aqui lemos os fatos relatados por Mateus, vejamos parte dos fatos relatados por João, João começa o capitulo 20 de seu livro da mesma forma que Mateus e Lucas; (João 20:1) - E NO primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do sepulcro. No vrs 2 as mulheres correm para falar com os seguidores de Jesus, Pedro e João, e os dois correm para a sepultura de Jesus, no que chegando lá encontraram-na vazia e só o lençol estava lá sobre a pedra, no vrs 11, 12 e 13 Maria esta chorando junto ao sepulcro de Jesus, nesse momento segundo João ela vê dois anjos que lhe disseram; Mulher, por que choras? Ela lhes disse: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram. No 14 Jesus aparece vivo a Maria e no 15 Ele fala com ela; Disse-lhe Jesus: Mulher, por que choras? Quem buscas? Ela, cuidando que era o hortelão, disse-lhe: Senhor, se tu o levaste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei. mas ate aqui Maria não o hávia reconhecido, no 16 Maria reconhece Jesus pela voz, no 17 aqui há uma informação muito importante, veja a declaração de Jesus a Maria, Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus. aqui Jesus diz a Maria, não me toques, pois ainda não subi para meu pai, Jesus não deixa Maria tocar nele, ele manda ela ir levar a noticia aos seus discípulos, entende – se que Jesus nesse espaço de tempo subiu ao pai, e voltou pois no versículo 19 os discípulos estão reunidos em um ambiente com as portas fechadas e Jesus aparece no meio deles e diz; paz seja convosco, agora veja que interessante, quando Jesus aparece as mulheres, ele não permite que elas o toquem, pois segundo ele, ainda não havia subido ao pai, mas agora ao aparecer aos seus seguidores pela segunda vez oito dias após a primeira, como Tome havia dito que só acreditaria que Jesus havia ressuscitado se ele visse e o tocasse, Jesus então manda Tome colocar o dedo no lugar onde o prego havia perfurado sua Mao, e no seu lado onde a lança do sondado havia perfurado e chama Tome de incrédulo.


SE JESUS NÃO DEIXOU AS MULHERES LHE TOCAR ANTES DE SUBIR AO PAI, E AGORA MANDA TOME TOCAR, NÃO SERIA PORQUE ELE JÁ VOLTOU?
     Vejamos mais algumas informações sobre o assunto.
     Jesus não deixa as mulheres tocar nele, sobe ao pai, aparece aos discípulos e agora manda Tome colocar o dedo, segundo Lucas no capitulo 24:41 Jesus ainda pede o que comer, leia; E, não o crendo eles ainda por causa da alegria, e estando maravilhados, disse-lhes: Tendes aqui alguma coisa que comer? 42) - Então eles apresentaram-lhe parte de um peixe assado, e um favo de mel; 43) - O que ele tomou, e comeu diante deles.
    E ai! Jesus já voltou ou não?
     Lucas continua seu relato e vai dizer que após esses acontecimentos Jesus levou os discípulos para fora da cidade, e dando aos discípulos as ultimas instruções, o que Mateus , Marcos,  e João não escreve sobre esse momento, cada um vai descrever o que para eles era mais importante, E Lucas vai falar sobre a ascensão de Jesus, mas também vai escrever que Jesus antes de ser levado ao céu disse aos discípulos; 49) - E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder. E João vai tratar do assunto sobre essa promessa com um outro ponto de vista, João vai falar sobre quem é o Espírito santo enviado por Deus, em nome de Jesus, no capitulo 14 de João Jesus começa a preparar seus seguidores sobre sua volta para junto do pai, ele diz; não fiquem turbados, credes em Deus , e em mim também, 2 na casa do meu pai há muitas moradas, se não existisse moradas lá, eu já teria dito a vocês se existe ou não. Vou preparar lugar pra vocês, e quando eu for e preparar o lugar de vocês, eu volto, volto e vou levar vocês pra mim, e onde eu estiver, vocês vão estar comigo, Jesus esta dizendo que vai e volta, veja que segundo o relato de Mateus e Lucas e ate do próprio João, após a morte e ressurreição de Jesus, ele foi ao pai, e depois apareceu aos apóstolos, isso mostra que ele voltou, mas aqui nesse texto de João, Jesus esta falando antes de sua morte, e ele esta falando exatamente que após ressuscitar ele iria subir ao pai e voltaria, mas o que confunde a nossa cabeça é o fato de depois disso Lucas dizer que ele foi levado ao Céu,  dos quatro evangelhos parece que só Lucas fala disso; (Lucas 24:51) - E aconteceu que, abençoando-os ele, se apartou deles e foi elevado ao céu. Lembrando que Mateus vai terminar seu livro citando que Jesus falou as seguintes palavras; eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém e não relata Jesus sendo levado ao céu, João termina seu livro relatando um conversa de Jesus com Pedro, também não fala de Jesus sendo assunto a céu, marcos da mesma forma não fala sobre Jesus sendo levado ao céu, eu não estou dizendo que Jesus não foi levado ao céu, apenas citando que dos quatro escritores dos evangelhos, somente Lucas que era grego, fala sobre Jesus sendo levado ao céu, e ele vai começar seu segundo livro, o livro de atos dos apóstolos falando sobre a assunto.
        mas segundo a narrativa de João no capitulo 14 quando Jesus prepara seus seguidores, e isso antes de sua morte, pois a morte de Jesus esta relatada por João no capitulo 19. seguindo um raciocínio á partir do capitulo 14 Jesus prepara seus seguidores dizendo que ia se ausentar deles por um especo de tempo mas que voltaria, e que á partir daí eles estariam juntos sempre, interessante que no vrs 16 Jesus diz que vai rogar o pai que envie o outro; 6) - E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; e quem é esse outro, Jesus vai dizer que é; 17) - O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. Agora veja o que Jesus vai dizer em seguida; 18) - Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. E Ele completa dizendo 19) - Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis. Jesus volta a falar do outro; 26) - Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. Novamente Jesus torna a afirmar; 28; Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu. Ele diz; vou e venho para voz, o que Jesus queria dizer com isso, vou e venho para voz? Afinal; ele foi e ficou, ou já voltou, eu diria que ele já voltou.
        Analisemos uma coisa, quando ele estava com os discípulos, ele os ensinava, orientava, consolava e os advertia sobre todas as coisas necessárias em relação aos seus seguidores, e no vrs 16 ele diz; E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; Jesus diz que vai rogar ao pai que envie “outro” consolador, porque outro? Porque enquanto ele estava com seus seguidores, ele os consolava, mas do momento que ele  partisse seus seguidores não poderiam ficar desprovido de um consolador, seria necessário outro consolador, veja o que Jesus vai dizer no vrs 26; Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. Ou seja, o consolador que é o Espírito Santo, que procede do pai do qual Jesus também procede, Ele será enviado em nome de Jesus, e continuará agindo para com os seus seguidores da mesma forma, ensinando, orientando, advertindo e consolando, veja que tanto o filho como o Espírito Santo procede do pai, os três são um, concorda num; Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um (I João 5:7). O pai e o filho são um;  Eu e o Pai somos um (João 10:30).
        Para resumir o assunto senão vamos passar o tempo todo e o assunto não esgota, entenda, Jesus o verbo divino.


NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus (João 1:1).


2) - Ele estava no princípio com Deus.


3) - Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.


14) - E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.


        Jesus é o próprio Deus que se fez homem para habitar entre os homens e trazer seu reino de justiça e paz aos homens.


         O Espírito Santo também é o próprio Deus habitando no meio dos salvos e agindo para a salvação dos que hão de se salvar.


        Portanto Jesus veio como homem para salvar o homem.


        E no dia de petencoste voltou como o Espírito Santo para preservar o homem justificado diante de Deus.


        O que nos estamos aguardando não é a volta de Jesus, pois ele já voltou e esta entre nós na pessoa do Espírito santo.


O que estamos aguardando é como no relato de Paulo em I Tessalonicenses 4:17) - Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Jesus não volta mais aqui, encontraremos com ele nas nuvens, nos ares, e assim estaremos sempre com ele amem.


        Num outro momento falaremos sobre o reino de Deus, governado por Jesus.

COMENTE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo